Museu da Língua Portuguesa

Exposição interativa e Direção de Tecnologia

Em 2006, o Museu da Língua Portuguesa apresentou uma nova forma de pensar a experiência de um Museu. Na época, a SuperUber criou e desenvolveu a instalação Beco das Palavras, um jogo de etimologia.

Em 2021, o novo Museu da Língua Portuguesa mergulha o visitante em conteúdos, amplia formatos e utiliza tecnologias não convencionais, afastando-se da experiência comum das pequenas telas. A SuperUber criou novos conteúdos interativos e audiovisuais para o Museu – como as novas animações imersivas da Praça da Língua – e fez a direção de tecnologia. Nos últimos 15 anos, a popularização das tecnologias permitiu a substituição dos grandes centros técnicos pela computação distribuída integrada à cenografia. Em vez de um grande data center, computadores menores distribuídos pelo Museu diminuem as chances de falha e aumentam o poder da experiência. Além disso, o Museu é pensado como uma plataforma unificada que pode ser monitorada e atualizada remotamente por sua equipe.

O projeto de tecnologia do Museu também aproveita o poder da comunicação no bolso dos visitantes. O Museu traduz as experiências para outras línguas e torna o conteúdo acessível através do app do Museu – orientando os visitantes e tornando seus smartphones uma parte da experiência.